GNU/Linux

Fórum do Projeto Fedora está de volta!

Endereço do fórum: http://ask.projetofedora.org

Inicialmente a ideia era usarmos o ask.fedoraproject.org, que está hospedado na infraestrutura do Projeto Fedora, e tem suporte de usuários de todas as partes do mundo, porém atualmente o fórum oficial, não tem suporte para outros idiomas além do inglês, e isso ainda é uma grande barreira para grande parte dos usuários brasileiros.

Com isso, após alguns meses a desativação do fórum antigo, decidimos disponibilizar um fórum em português e outro em espanhol, para os usuários não somente do Brasil, mas da América Latina (LATAM) também.

E hoje com uma grande ajuda do amigo Eduardo Echeverria (echevemaster) da venezuela, disponibilizamos o novo fórum em português, que está acessível no endereço ask.projetofedora.org.

A intenção é utilizarmos essa infraestrutura separada, até o fórum oficial ter suporte a outros idiomas, e então realizarmos uma integração dos dados.

projetofedora.org is coming back

Brace yourself, projetofedora.org is coming!

Who follows Fedora Project in Brazil probably knows the domain projetofedora.org, and also knows that the applications that ran there is out from some time.

Recently we migrate the ownership of the domain to the Fedora Project. But Why? To avoid duplication of work, the effort and focus on content creation in the infrastructure maintained by the project, and to follow the guidelines and philosophy of the Fedora Project.

And now, what will happen?
The domain projetofedora.org, will redirect to http://fedoraproject.org/wiki/pt_BR, that is the wiki page in brazilian portuguese, and we’ll set the subdomain ask.projetofedora.org to an instance of askbot with Brazilian Portuguese hosted on OpenShift, Initially the maintenance of the forum will be made ​​by me (any help is welcome), because the ask.fedoraproject.org don’t support other languages than English yet, and here in the LATAM region it is a big limitation for the users that looking for help.

(Pre) Upgrade Fedora

No dia 29 como todos sabem foi lançado o Fedora 17 Beefy Miracle. Mas ai eu estou usando o Fedora 16 e como faço para usar a nova versão? Se eu tiver muito tempo e quero um pouco de diversão baixo a ISO, faço backup, instalo tudo e começamos tudo do zero. Há alguns anos atrás eu até gostava dessa “aventura” toda, mas acredito que assim como pra mim, atualmente, e para  muitas pessoas tempo é algo que precisamos otimizar, e muito. Para um upgrade tranquilo relativamente rápido e sem muito esforço, o Projeto Fedora tem uma ferramenta muito útil e simples de usar que é o PreUpgrade.

Enquanto o PreUpgrade faz o que deve ser feito para atualizar a versão do seu Fedora, você continua seu trabalho.

Para usar o PreUpgrade a sua partição /boot não pode estar em RAID, veja o bug 500004.

Antes de instalar e utilizar a ferramenta, garanta que seu sistema esteja atualizado:

yum update

Instale a ferramenta:

yum install preupgrade

Inicie o PreUpgrade manualmente na console do seus sistema logado como root:

preupgrade

Agora a ferramenta irá checar os pacotes instalados no sistema, irá baixar os pacotes necessários para fazer o upgrade e em seguida irá solicitar que seja feito o reboot. Após o reboot, no Grub selecione a opção para continuar o upgrade e em seguida continuará o passo final do processo que é a aplicação dos novos pacotes.

Pronto, agora curta o seu sistema atualizado!

Referências:
http://fedoraproject.org/wiki/Features/PreUpgrade
https://fedoraproject.org/wiki/How_to_use_PreUpgrade

Atualização:

Após o upgrade com o preupgrade, é provável que ocorram alguns problemas como kernel panic, e alguns drivers não carregarem, no meu caso foi o driver do dispositivo wireless e o kernel panic ao desligar ou reiniciar.

Para corrigir esse problema você deve primeiro atualizar o kernel, caso isso não tenha sido feito:

yum update kernel* --enablerepo=updates-testing

Se o novo kernel já estiver instalado, o comando acima simplesmente não instalará nada porém o novo kernel não está disponível na lista do grub, para adicioná-lo, execute o comando:

grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

Em seguida reinicie o seu sistema, que como ainda está rodando o kernel antigo irá mostrar o kernel panic, mas no próximo boot iniciará com o novo.

Esse problema está documentado nos Bugs: 820351, 826537 e 820340.

Fedora 17 lançado!

Hoje foi lançado o Beefy Miracle, versão 17 do Fedora. O novo lançamento vem com muitas novidades para usuários, desenvolvedores,  administradores de sistemas e features interessantes para Cloud Computing e virtualização.

Para usuários, uma feature em destaque é a possibilidade de utilizar o Gnome Shell sem uma placa com aceleração gráfica.

Relacionado a desenvolvimento, O Beefy Miracle traz o o PHP 5.4, Java 7, Ruby 1.9.3,  GCC 4.7 e o Eclipse Juno.

Na área de virtualização e Cloud Computing foi realizado o upgrade do OpenStack para a versão atual, Essex. Outras novidades interessantes nesse sentido é a implementação do oVirt e do Virtualization Sandbox.

A lista completa das features está disponível em http://fedoraproject.org/wiki/Releases/17/FeatureList

Faça o download da nova versão: http://fedoraproject.org/get-fedora

Problema com YUM: No module named yum

Esse problema ocorreu após uma manutenção não programada pela equipe técnica da empresa onde esse host está alocado. Qualquer interação com o YUM mostrava o erro abaixo:

required to run yum. The error leading to this problem was:

   No module named yum

Please install a package which provides this module, or
verify that the module is installed correctly.

It's possible that the above module doesn't match the
current version of Python, which is:
2.4.3 (#1, Sep 21 2011, 19:55:41)
[GCC 4.1.2 20080704 (Red Hat 4.1.2-51)]

If you cannot solve this problem yourself, please go to
the yum faq at:

http://wiki.linux.duke.edu/YumFaq

O Python estava funcionando sem problemas e não havia sido alterado recentemente, assim como o pacote do YUM.

A forma que encontrei para resolver esse problema foi reinstalando o pacote do YUM.

Baixei a versão do YUM direto do repositório:

wget http://mirror.centos.org/centos/5/os/i386/CentOS/\
yum-3.2.22-39.el5.centos.noarch.rpm

E atualizei:

rpm -Uvh yum-3.2.22-39.el5.centos.noarch.rpm

Após a atualização o YUM voltou a funcionar normalmente.

SO: CentOS
Versão: 5.7
Arch: x86_64

Configurando o Varnish no CentOS 6 para múltiplos sites

Abaixo segue um exemplo de configuração do Varnish, para quem trabalha com multiplos sites ou tem outros endereços IP no servidor.

Primeiro altere o VirtualHost para a porta 8080, por exemplo:

<VirtualHost X.X.X.X:8080>
        ServerName www.dominio.com.br
        DocumentRoot /path/
        ---------
</VirtualHost>

No Varnish, crie um novo backend, editando o arquivo /etc/varnish/default.vcl

backend virtualhosts {
  .host = "X.X.X.X";
  .port = "8080";
}

Adicione a vcl_recv:

if (server.ip == "X.X.X.X")
  {
    set req.backend = virtualhosts;
  }
  else
  {
    set req.backend = default;
  }
}

Nos exemplos acima, X.X.X.X é o endereço IP do seu servidor.

Fedora 16 (Verne) Lançado!

Hoje foi lançado o Fedora 16 (Verne), e como de costume o novo release trouxe muitas novidades, em destaque tem o Aeolus Conductor que é uma interface web para gerenciamento de instâncias de computação em nuvem.

Abaixo segue uma lista de implementações significativas, a lista completa pode ser obtida na wiki do projeto.

  • GNOME 3.2
  • KDE 4.7
  • Perl 5.14.1
  • GRUB2
  • OpenStack

Também foi lançado oficialmente o Ask Fedora, serviço de perguntas e respostas.

Você pode obter o Fedora 16 em http://fedoraproject.org/pt_BR/get-fedora

Instalando e configurando o Varnish no CentOS 6

O Varnish é um acelerador HTTP para websites com conteúdos dinâmicos. Ele trabalha como um proxy reverso no lado do servidor, guardando as consultas mais recentes e disponibilizado quando necessário, evitando assim que o servidor web tenha toda vez que gerar aquele conteúdo.

Em muitos sites, até mesmo na documentação oficial do Varnish é usado o repositório disponibilizado pela equipe de desenvolvimento do Varnish, porém eu prefiri usar o repositório EPEL (Extre Package for Enterprise Linux), disponibilizado pelo Projeto Fedora.

Primeiro passo, instale o repositório EPEL.

yum install http://download.fedoraproject.org/pub/epel/6/
i386/epel-release-6-5.noarch.rpm

Em seguida, instale o Varnish:

yum install varnish

Agora temos o Varnish instalado, vamos fazer uma configuração básica. Troque a portal padrão do Varnish da 6081 para 80, no arquivo /etc/sysconfig/varnish

VARNISH_LISTEN_PORT=80

Edite o arquivo /etc/varnish/default.vcl, conforme o exemplo abaixo:

backend default {
  .host = "127.0.0.1";
  .port = "8080";
}

Com isso, estamos informando ao Varnish que o servidor web está ouvindo na porta 8080 no localhost.

Para validar a configuração acima, edite o arquivo /etc/httpd/conf/httpd.conf e altere a porta para a 8080:

Listen 127.0.0.1:8080

Após as alterações, reinicie o Apache e inicie o Varnish.

service httpd restart ; service varnish start

Agora teste o seu website acessando pela URL ou IP que era acessado anteriormente, e você pode acompanhar as requisições com o seguinte comando:

varnishtop -i RxHeader

Os procedimentos acima foram realizados e testados no CentOS 6, caso queira fazer na versão 5.x, instale a versão correspondente do repositório EPEL, e os procedimentos serão os mesmos.

Projeto Fedora LATAM UP!

Nos últimos dois dias o servidor que hospeda os serviços da comunidade LATAM do Projeto Fedora, passou por alguns problemas técnicos junto a operadora de hosting. O problema durou aproximadamente 48h, os principais serviços afetados foram as páginas e as listas de discussão locais, os serviços hospedados na infra internacional não foi prejudicada.

Estamos pensando algumas formas, para que no futuro, esses tipos de problema possam ser resolvidos de forma mais rápida. Agradeço a paciência e compreensão daqueles que entraram em contato para reportar o problema.